Um novo conflito no Oriente Médio se desenha... Esta é a pior notícia para economia global.

whatsapp-image-2024-01-24-at-174100

Guerra Israel-Hamas, hostilidades entre Irã e Paquistão, escalada dos confrontos entre Estados Unidos e Reino Unido contra os Houthis. O Oriente Médio vive um novo momento de tensão, que pode durar muitos meses e ter grandes impactos. Um novo conflito armado no Oriente Médio teria profundas repercussões nos setores logístico e econômico, desencadeando uma série de desafios e transformações significativas. 

No âmbito logístico, a região é uma encruzilhada crucial para o comércio global, sendo responsável por cerca de 15% da logística marítima e uma rota essencial para o transporte de petróleo, gás e mercadorias. Um conflito na região poderia interromper as rotas de transporte marítimo e terrestre, aumentando os custos logísticos e afetando o fornecimento global de energia e produtos. O que já preocupa alguns países, tendo em vista a redução das viagens via canal de Suez.

No setor econômico, a incerteza gerada por um conflito no Oriente Médio teria impactos imediatos nos mercados financeiros. A volatilidade nos preços do petróleo seria particularmente significativa, uma vez que a região é uma fonte crucial de produção de petróleo. Países dependentes desse recurso poderiam enfrentar pressões inflacionárias e desafios econômicos, enquanto as indústrias sentiriam o impacto do aumento nos custos de produção e transporte.

A instabilidade no Oriente Médio também poderia levar a uma fuga de investidores e reduzir a confiança nos mercados emergentes da região, tendo maior impacto sobre as economias que tentam se reposicionar nos setores de turismo e financeiro como os Emirados Árabes Unidos. A interrupção nas operações comerciais e o aumento das preocupações com a segurança poderiam levar a uma contração econômica significativa, afetando empregos e oportunidades de negócios.

Os desdobramentos logísticos e econômicos também se estenderiam às relações diplomáticas entre os países envolvidos, com possíveis sanções econômicas e restrições comerciais. Isso agravaria ainda mais as tensões globais e complicaria os esforços para uma resolução pacífica do conflito, prolongando seus impactos negativos. A União Europeia já discute intervenção militar e econômica na região. Tal prática já é comumente aplicada pelos Estados Unidos a alguns países, como o Irã. Tal processo pode ser ampliado, elevando as incertezas econômicas.

Além dos aspectos financeiros, a crise humanitária resultante de um conflito no Oriente Médio teria implicações logísticas e sociais consideráveis. O fornecimento de ajuda humanitária seria desafiador devido às condições de segurança precárias e às infraestruturas danificadas, aumentando as dificuldades logísticas e agravando ainda mais a crise. Tendo ainda como consequências uma guerra midiática “pela razão” das ações praticadas pelos países. Tal fato fica evidente na dificuldade em levar ajuda a Gaza, bem como nas divisões e pressões que qualquer material produzido sobre a questão que é veiculado nos meios de comunicação.

Em síntese, um novo conflito armado no Oriente Médio parece se desenhar e este teria efeitos cascata nos setores logístico, econômico e social, afetando negativamente o comércio global, os mercados financeiros, as relações diplomáticas e a estabilidade regional. Torna-se assim relevante a preparação das empresas do ponto de vista de ruptura da cadeia de suprimentos e da elecação dos custos para enfrentar este cenário. O repasse desses custos ao consumidor tende a ser complexo dado o processo ainda em curso de recuperação da economia após a pandemia, o que exigirá organização, eficiência e melhor coordenação das empresas.

Fontes:

Mar Vermelho: Custo do transporte marítimo dispara com caos provocado por ataques | Exame

Houthis dizem que atacaram navio de carga militar americano; EUA negam | CNN Brasil

Cruzeiros cancelam viagens pelo Mar Vermelho em meio a ataques dos Houthis | CNN Brasil

Who are the Houthis and why are they attacking Red Sea ships? – BBC News

Infográfico: Conheça os mísseis e o poderio dos houthis – 18/01/2024 – Mundo – Folha (uol.com.br)

Após ataques mútuos, Irã e Paquistão abrem diálogo contra escalada da crise no Oriente Médio | Mundo | G1 (globo.com)

Por Leonardo Santos de Assis, Founder da CADARN Consultoria.